Verão: cuidados com a pele dos seus pacientes

Maior órgão do corpo humano, a pele acaba sofrendo com as agressões do sol de verão quando não bem cuidada . De acordo com a dermatologista, Dra. Carolina Feijó, os principais problemas que podem ocorrer durante a estação, incluem:

  • Queimaduras solares e manchas em um primeiro momento;
  • Alterações na qualidade da pele como telangectasias, leucodermias, perda de viço e ressecamento,
  • Agravamento de diversas patologias como urticárias, dermatites, lupus, porfirias, albinismo entre tantas outras;
  • Danos oftalmológicos;
  • Melasma, que frequentemente é agravado após o verão;
  • Em longo prazo, linhas ou rugas e o temível câncer de pele que tem nos seus muitos tipos o sol como causa predisponente.

“Para evitar essas e demais condições causadas pela exposição solar demasiada, é preciso orientar os pacientes para utilizarem o filtro solar com alta proteção, específico para cada tipo de pele, reaplicando-o a cada duas horas ou após o banho de mar ou piscina. Outro ponto importante é alertar com relação ao tempo e o horário para tomar sol. O ideal é que a pessoa exponha-se antes das 10h e depois das 16h e use chapéus, roupas com proteção UV e mantenha-se embaixo de guarda-sóis”, afirma Dra. Carolina.

Atendimento no consultório

A dermatologista mostra que, durante a consulta, é importante realizar o exame de toda a pele do paciente, ainda mais após o verão, observando como a pessoa se expôs ao sol e de que maneira sua pele respondeu à agressão sofrida. 

Posteriormente, avalia-se o tratamento necessário, que pode variar de uma biópsia ou exérese, quando a suspeita é de lesão carcinomatosa, ou administração de ácidos e antioxidantes para questões estéticas e, de acordo com a avaliação, é decidido o tipo de procedimento que será proposto como, por exemplo, peeling, luz intensa pulsada, laser fracionado entre outros.

“Como dermatologista, gosto muito de prescrever antioxidantes nesse período, sobretudo vitamina C, hidratantes e produtos com fator de proteção solar alto. Também lanço mão de fitoterápicos de uso oral que ajudam nos distúrbios de pigmentação”, complementa Dra. Carolina.

Orientações que fazem a diferença

A dermatologista conclui informando o quanto é fundamental alertar a população de que o sol é uma agressão, incluindo o próprio bronzeado que nada mais é que uma defesa da pele. 

“A pele é um tecido muito nobre que não merece ser exposto às intempéries. Se não faríamos isso com um vestido de festa, por que fazê-lo com o maior órgão do corpo humano? Além do mais, a medicina nos tem feito viver cada vez mais e nossa pele se apresentará da maneira que tiver sido cuidada ao longo do tempo”, finaliza Dra. Carolina.

Oriente seus pacientes sobre os cuidados com a pele no verão e conte com a Ensofill para ter em seu consultório os melhores produtos dermatológicos do mercado!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *