Rosácea: como evitar crises no outono e inverno?

Rosácea: como evitar crises no outono e inverno?

Pele rosada ou avermelhada no rosto, ressecamento, ardência e irritação, entre outros sintomas. A rosácea é uma doença crônica da pele, uma inflamação, que se desenvolve em pessoas com predisposição genética para o problema ou quando há uma desregulação do sistema neuro-vascular e fatores desencadeantes. 

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), ocorre em cerca de 1,5% a 10% das populações estudadas. Principalmente em adultos entre 30 e 50 anos. As mulheres são as mais atingidas pela doença que, raramente, afeta pessoas negras. 

Com a chegada dos dias mais frios e do inverno, ainda este mês, pacientes que sofrem com esse problema têm mais chances de desenvolver crises. E cuidados especiais são necessários para uma pele bonita. “O período de outono e inverno pode desencadear crises de rosácea, devido ao clima frio, vento, banhos quentes, consumo de bebidas quentes, entre outros fatores. Quem tem rosácea precisa tomar cuidado redobrado, evitando, na medida do possível, esses agentes desencadeantes”, declara a Dra. Carolina Milanez, dermatologista. 

“É recomendado orientar os pacientes que tomem banhos não tão quentes, que evitem lavar o rosto demasiadamente e que prefiram produtos específicos para pele sensível. Também caprichar no uso de hidratantes, usar sempre proteção solar, mesmo em dias frios e nublados – preferindo os que têm cor, que ajudam a disfarçar a vermelhidão da pele -, e evitar o uso de cosméticos com álcool, mentol, cânfora, fragrâncias fortes e esfoliantes”, destaca a médica. 

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico da rosácea é clínico. Segundo a dermatologista, não é possível impedir o surgimento do problema, que é uma doença crônica e não tem cura, apesar de ser controlada com o tratamento adequado. 

“O tratamento é feito com base nos sintomas que o paciente apresenta, no grau de acometimento da rosácea. Os cuidados gerais valem para todos os pacientes. Medicações tópicas, medicações via oral, laser, luz intensa pulsada e toxina botulínica são opções terapêuticas de acordo com o grau/tipo das manifestações clínicas”, explica Dra. Carolina. 

A terapia fotobiodinâmica, da Skymedic, oferece ótimos resultados no tratamento em consultório de rosácea a partir da combinação do dispositivo Fotoage e dos produtos Skinox. O kit completo Rosácea, da Skymedic, também é destinado para o tratamento feito pelo especialista e conta com um peeling, um fotoativador e dois séruns home care Redness. 

Há relação com outras doenças?

Segundo a SBD, a rosácea frequentemente pode estar relacionada com a dermatite seborreica e já foi associada à enxaqueca mais predominante em pacientes com rosácea, com distúrbios gastrointestinais e à presença da bactéria Helicobacter pylori. Há relatos de associação da doença com distúrbios neurológicos, incluindo a doença de Parkinson. Entretanto, a SBD afirma que todas essas conexões não são totalmente confirmadas e aceitas.

No portfólio da Ensofill você encontra os melhores produtos para o tratamento de rosácea. Acesse o nosso site e confira. Conte com eles em seu consultório. Fale com um dos nossos representantes. 

Crédito da Imagem: dimid_86 – iStock

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *