Queda capilar masculina: homens também ficam constrangidos com o problema!

Queda capilar masculina: homens também ficam constrangidos com o problema!

Preocupação, estresse, ansiedade, alimentação inadequada e toda a correria do dia a dia são capazes de provocar diversas reações no organismo, entre elas, o enfraquecimento dos fios e a queda de cabelo em homens e mulheres de todas as idades.

Embora com o passar dos anos seja natural observarmos uma redução do volume de cabelo por conta do envelhecimento do organismo, é preciso ficar atento quando isso acontece de forma inesperada e passa a incomodar ou até causar constrangimento.

Como o próprio nome sugere, a alopecia androgenética, também conhecida como calvície, é uma condição hereditária, em que o gene da patologia pode ser herdado da mãe ou do pai, e mais comum entre o sexo masculino.

Estima-se que mais de 25 milhões de brasileiros do sexo masculino sofram de algum grau de calvície, sendo que essa perda total ou parcial do cabelo comece na parte frontoparietal, as famosas “entradas”, podendo se estender para a região superior da cabeça, formando um “M”.

Em geral, a queda capilar masculina pode acontecer a qualquer momento após a puberdade, quando os níveis sanguíneos de androgênios sobem. 

Segundo a Associação Brasileira de Cirurgia de Restauração Capilar (ABCRC), a alopecia androgenética ocorre em torno de 96% dos homens brancos maduros, incluindo aqueles não destinados a progredir para a calvície.

Em alguns homens, a perda de cabelo se inicia apenas a partir dos 30 ou 40 anos, mas quando isso acontece de forma precoce, por volta dos 20 anos, a tendência é de que o quadro seja mais grave.

É consenso geral que a calvície tem uma incidência de 20% entre os homens em seus 20 anos, de 30% entre os homens com 30 a 40 anos, de 40% entre os homens em seus 40 anos e assim por diante. Sendo assim, pode-se estimar que um homem de 90 anos apresenta 90% de chance de ter algum grau de calvície.

Tratamentos disponíveis

Embora até o momento não exista cura para a patologia, a boa notícia para quem sofre com a perda de cabelo é que existe uma infinidade de tratamentos disponíveis no mercado e, com os avanços das pesquisas na área, surgem cada vez mais terapias para essa finalidade. 

Entre as opções terapêuticas, estão os medicamentos tópicos e orais, procedimentos a laser que podem ser utilizados para estimular o crescimento dos fios e, nos casos mais acentuados, o transplante de cabelo.

Há ainda uma outra opção de tratamento que é o Meso ox Hair. Trata-se de uma mesoterapia integral para o crescimento capilar, tratando com eficácia a alopecia ou perda de cabelo. Ele reforça o folículo piloso com nutrientes essenciais. 

É imprescindível investigar as características das prováveis causas do problema. Além disso, é importante enfatizar que quanto mais cedo se inicia o tratamento, maiores são as chances de brecar o rápido avanço da doença. 

Crédito da imagem: iStock

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *