Dia Nacional sobre o uso Racional de Medicamento: como orientar os pacientes a não se automedicarem?

Dia Nacional sobre o uso Racional de Medicamento: como orientar os pacientes a não se automedicarem?

Medicamento é coisa séria e deve ser utilizado com responsabilidade, somente por orientação médica. A maior parte da população tem esse conhecimento, entretanto não é difícil saber de pacientes que já tenham se automedicado para tentar resolver um problema de saúde, inclusive dermatológico.

Segundo o Ministério da Saúde, o uso racional de medicamentos significa a administração para pacientes de forma individualizada, respeitando as condições clínicas de cada um. É para alertar as pessoas sobre os riscos do uso indiscriminado de terapias que existe o Dia Nacional sobre o uso Racional de Medicamento, celebrado em 05/05.

A automedicação é a prática de tomar remédios por conta própria, sem orientação, que pode gerar consequências como intoxicação e reações alérgicas. Um problema frequente desencadeado pelo uso de medicamentos é a farmacodermia, ou seja, qualquer efeito indesejado na pele, mucosas, cabelos e unhas, na sua estrutura ou função. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), ela pode ocorrer por excesso da dose do medicamento, efeito colateral, efeito tóxico, reação individual diferente do efeito terapêutico (idiosincrasia), por interação com outros medicamentos em uso ou, ainda, por reação alérgica. 

Em casos como esse, em que o paciente apresenta alergia a determinado medicamento, não é possível prever as consequências – a menos que ele saiba e comunique ao dermatologista que é alérgico à droga, quando essa for prescrita. A SDB orienta que é importante alertar que toda automedicação deve ser evitada e que os pacientes que já passaram por algum evento do tipo devem evitar a exposição a qualquer remédio semelhante. 

Somente com orientação médica

Os cuidados com a pele precisam ser feitos com orientação médica, com o uso de medicamentos e produtos adequados para solucionar o problema, indicados somente pelo médico dermatologista. 

Produtos de skincare ou dermocosméticos com data de validade antiga, por exemplo, podem causar reações na pele como alergia, dermatite e inflamações próximas às regiões dos olhos. Dependendo do princípio ativo, o produto vencido pode provocar também descamações e transmitir infecções por bactérias, principalmente por fungos. Cabe ao dermatologista orientar os pacientes a ficarem de olho nas informações dos produtos que estão em uso.

Além de aconselhar o paciente a manter a consulta em dia, para que a saúde da pele esteja sempre plena e em equilíbrio, é importante que o profissional oriente o descarte correto de medicamentos, em postos de coleta específicos. Se forem jogados no lixo comum, os remédios podem ser usados de maneira incorreta por outras pessoas, ou se os resíduos forem depositados no vaso sanitário ou pia, podem contaminar o solo e a água. 

Por fim, é sempre importante fortalecer a informação de que o medicamento – seja ele um creme, pomada, antibiótico ou mesmo um dermocosmético –  deve ser usado somente pelo tempo recomendado, não interrompendo e nem prolongando o seu uso sem a devida orientação. 

Todos os produtos comercializados pela Ensofill são para uso médico. Conheça as nossas opções em nosso catálogo e tenha em seu consultório medicamentos de qualidade para uso em seus pacientes. 

Crédito da Imagem: fizkes – iStock

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *