Alergias de pele: como orientar os pacientes a lidarem com os tipos mais comuns?

Alergias de pele: como orientar os pacientes a lidarem com os tipos mais comuns?

O clima seco característico do outono é favorável para o desenvolvimento de alergias de pele. Por isso, é comum haver um aumento do número de pacientes nos consultórios dermatológicos em busca de tratamento para esse tipo de problema. Nesse sentido, para conscientizar as pessoas sobre os riscos de contrair ou desenvolver doenças nos meses em que a umidade do ar está em baixa, é celebrado o Dia Nacional de Prevenção da Alergia (07/05).

É considerada alergia de pele as reações inflamatórias que ocorrem devido a uma sensibilidade a determinado estímulo. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional Rio de Janeiro (SBDRJ), bolinhas brancas ou avermelhadas, acompanhadas de coceira forte, costumam ser as primeiras alterações de alergia, que podem se manifestar em qualquer parte do corpo. 

Fatores como poeira, estresse, alimentos, medicamentos, picadas de insetos e cosméticos, entre muitos outros, podem provocar algum tipo de reação na pele. Segundo o Ministério da Saúde, o mecanismo que dispara a alergia é o mesmo que o sistema imunológico usa para defender o corpo de substâncias possivelmente nocivas, como as bactérias. Mas, em alguns pacientes, o organismo apresenta sensibilidade anormal, estimulada por alguma substância que costuma ser inofensiva. 

“No consultório há muitos casos de pacientes com dermatite de contato alérgica causada, principalmente, por esmaltes, tinta de cabelo e bijuterias. Quando diagnosticado, solicito o teste alérgico, oriento o paciente a não usar determinada substância e prescrevo pomadas com corticoides leve e moderado”, explica a Dra. Angélica Pimenta, dermatologista e tricologista. 

Tipos mais comuns

O paciente precisa ter o entendimento de que a alergia de pele é um problema sério e que se não for tratado corretamente pode ter seu quadro agravado, conforme a pessoa mantém contato com a substância à qual tem alergia.

Para prevenir a dermatite de contato, por exemplo, uma das alergias de pele mais comuns, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) orienta que deve ser identificado o agente irritante ou alergênico que desencadeou o problema e aconselhar o paciente a evitá-lo. Indicar o uso de produtos hipoalergênicos e a lavagem das mãos após a exposição a substâncias que podem provocar a irritação também ajuda na prevenção. 

“A dica que eu dou é: quanto menos entrar em contato com o alérgeno, menos intensa será a reação. Evitar é a melhor forma de prevenção. É importante também saber que a dermatite de contato alérgica não tem cura”, destaca a dermatologista. 

Além da dermatite de contato, que pode ocorrer por interação com a substância com capacidade de provocar irritação ou alergia, deixando a pele vermelha com pequenas bolhas de água e coceira intensa, outras alergias comumente relatadas pelos pacientes nas clínicas são: urticária, lesão avermelhada com coceira, causada por medicamentos, alimentos, picadas de inseto ou substâncias alergênicas; angioedema, mais grave que a urticária por atingir as camadas mais profundas da pele e as mucosas, causando inchaço nos lábios, língua, olhos e vias respiratórias; e a dermatite atópica, alergia associada a rinite e asma, mais comum em crianças, que normalmente ocorre em áreas como a face e as dobras dos braços e pernas, causando coceira. 

O tratamento das alergias, em geral, é simples, e, como já mencionado pela especialista, é necessário direcionar que o paciente se afaste da substância causadora da alergia. Para controlar o problema, a SBDRJ orienta os profissionais a indicarem a hidratação da pele para manter a barreira de proteção, o uso de sabonetes para o tipo de pele do paciente e, também, que orientem a pessoa a evitar banhos quentes, que retiram a oleosidade natural da pele. 

A Ensofill oferece uma série de produtos indicados para a hidratação de diferentes tipos de pele, além de opções para tratamentos específicos. Consulte o nosso site e fale com um de nossos representantes para ter os nossos produtos em seu consultório. 

Crédito da Imagem: RyanKing999 – iStock

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *