Ácidos para pele: qual o mais indicado para cada problema

Ácidos para pele: qual o mais indicado para cada problema

Os ácidos para a pele são ativos que podem trazer diversos benefícios, desde uma leve esfoliação, até um tratamento mais profundo.

De acordo com a médica dermatologista pelo Hospital Heliópolis, especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), Dra. Carolina Milanez, ácidos são substâncias com pH abaixo de sete. “Então sete é um pH neutro, abaixo de sete é um pH ácido, acima de sete é um pH básico, lembrando que nossa pele é levemente ácida, com pH em torno de 5.5.”

Ela comenta que os ácidos para a pele melhoram a textura, estimulam a renovação celular, produzem colágeno, melhoram as cicatrizes da pele, melhoram as estrias, uniformizam a cor da pele. Alguns deles têm o poder de hidratar a pele, eles também podem melhorar as rugas mais finas e algumas mais profundas, daí desde que usados como procedimento, tipo no peeling. Os ácidos também são usados para controlar a acne. 

Existe uma variedade imensa de ácidos para a pele no mercado, veja a seguir:

  • Ácido retinóico: é uma substância derivada da vitamina A, que é muito utilizada na forma de creme para reduzir manchas, suavizar rugas e tratar a acne. Este tipo de creme é capaz de melhorar a qualidade do colágeno da pele, aumentando a firmeza, diminuindo a oleosidade e melhorando a cicatrização da pele.
  • Ácido retinaldeído: tem estrutura química semelhante ao ácido retinóico e, recentemente, foi introduzido no mercado para o tratamento do fotoenvelhecimento. Estudos comparativos demonstraram resultados similares aos obtidos com o ácido retinóico na redução de rugas e da aspereza da pele, perceptíveis a partir da décima oitava semana de tratamento.
  • Ácido adapaleno: é indicado para o tratamento tópico da acne vulgar a partir dos 12 anos de idade. Adapaleno 0,3 mg/g também está indicado para o tratamento do fotoenvelhecimento cutâneo que é consequência de exposição ao sol e se desencadeia, normalmente, a partir dos 30 anos.
  • Alfa hidroxiácidos: são ácidos orgânicos naturais com efeito potente para amenizar desordens cutâneas relacionadas à queratinização, para tratar a acne, cicatrizes, melasmas, hiperpigmentações, vermelhidão, sinais de envelhecimento e seborreia. Podem melhorar a aparência da pele enrugada por meio da síntese de glicosaminoglicanos e aumentando o espessamento da pele. Podem prevenir ainda o desenvolvimento de cânceres de pele induzidos por raios UV, e muitos dermatologistas sugeriram que esses ácidos também podem ter outros benefícios na pele, como atividade antioxidante.
  • Ácido hialurônico: ajuda a manter a sustentação e a hidratação da pele, evitando a flacidez, as linhas e sinais de expressão, preenchendo e mantendo a pele hidratada, viçosa e revitalizada. Topicamente, nós usamos para hidratar a pele; já o injetável tem efeito de preenchedor e também como skinbooster.
  • Ácido glicólico: é um tipo de ácido derivado da cana de açúcar e outros vegetais doces, sem cor e sem cheiro, cujas propriedades têm efeito esfoliante, hidratante, clareador, antiacnéico e rejuvenescedor, podendo ser usado na composição de cremes e loções, para uso diário, ou pode ter concentração mais forte para a realização de peelings.
  • Ácido salicílico: o benefício mais conhecido do ingrediente tem a ver com suas propriedades esfoliantes. Ele descola as células mortas da pele, além de facilitar a remoção da sujeira da superfície e também de dentro dos poros, desobstruindo os que estão “entupidos”, o que é excelente para quem tem cravos e espinhas. Por ser um esfoliante potente, o ácido salicílico remove as células mortas da pele. Com essa função, o composto promove a renovação celular, aumentando a produção de colágeno, o que disfarça as rugas e linhas de expressão, deixando a pele mais uniforme.
  • Ácido azelaico: é indicado para o tratamento da acne, reduzindo a aspereza e o espessamento das células da pele que obstruem os poros. É usado também como clareador e para alguns tipos de rosácea.
  • Ácido tranexâmico: atua como clareador, tratando o melasma, principalmente nos tipo de manchas que têm propriedades vasculares.
  • Ácido ferrúlico: é um potente antioxidante, que fornece hidrogênio para neutralizar os radicais livres. Ele também age como substância estabilizadora e reparadora, além de ajudar a potencializar a proteção da pele em conjunto com o protetor solar.

“A maioria dos ácidos nós usamos para melhorar a textura, a qualidade da pele, para uniformizar o tom, para clarear e para estimular o colágeno”, ressalta a Dra. Carolina

Indicação de ácidos para a pele de acordo com as estações do ano

O uso de ácidos é recomendado o ano inteiro, o que muda muitas vezes é a intensidade do ácido e as características em determinadas épocas do ano. A especialista lembra que em regiões que são muito ensolaradas e muito quentes, a preferência é por ácidos de uma potencia menor ou então, que não reajam com sol. “Tem muitos ácidos que nós dizemos que são fotossensíveis, que em contato com a luz solar, podem deixar a pele mais vermelha, mais irritada, com mais ardência.”

Muitas vezes, no plano de tratamento dermatológico, é possível abusar um pouquinho mais da potência dos ácidos no inverno, ou combinar peelings ácidos nessa época. “No verão, nós trocamos o ácido que a pessoa está usando, para que a adaptação seja melhor. Em qualquer época, tem que usar corretamente o filtro solar e não se expor ao sol.”

A Dra. Carolina ressalta que todo ácido tem a característica de poder deixar a pele vermelha, mais irritada e mais descamativa, principalmente no início do tratamento. “O ideal é recomendarmos a aplicação de uma camada fina e em dias alternados, usar um hidratante 20 a 30 minutos antes da aplicação do ácido, ajuda muito a minimizar os efeitos da irritação, da ardência e da descamação.”

É importante ainda verificar se:

– O ácido deve ser usado pela manhã e noite; só manhã ou só noite;

– Avaliar a potência do ácido;

– Analisar as reações, se são altas ou baixas.

Exclusivo para os dermatologistas

Uma opção é a espuma de limpeza Hyalurox Sérum. Quer conhecer mais sobre este produto da Ensofill? Entre em contato com um de nossos representantes, conheça as opções e faça o seu pedido. 

Acesse o nosso site para mais informações. 

Todos os produtos comercializados pela Ensofill são para uso médico.”

Crédito da imagem: iStock

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *