4 problemas de pele que podem ser tratados com a terapia fotobiodinâmica

4 problemas de pele que podem ser tratados com a terapia fotobiodinâmica

Para ter uma pele bonita, uma das opções de tratamento mais inovadoras do mercado para todo dermatologista oferecer aos pacientes no consultório é a terapia fotobiodinâmica. A técnica da Skymedic faz sucesso entre os profissionais e conquista os pacientes por ativar e potencializar a atividade celular na presença de uma fonte de luz, de forma não invasiva e completamente indolor.

Cada uma das cores de luz do produto é usada para o tratamento de diferentes alterações dermoepidérmicas. A técnica oferece excelentes resultados para vários problemas dermatológicos, como as manchas na pele em decorrência de melasma. Destacamos quatro problemas que podem ser tratados pelo médico com o uso do produto em consultório:

  • Melasma: proporciona início do clareamento de melasmas leves a severos com ação sobre os componentes vasculares e melânicos, com leve descamação; 
  • Rosácea: oferece forte redução de pápulas e pústula e melhora do colágeno de suporte aos vasos, além de aumento do oxigênio intravascular, reduzindo a vasodilatação;
  • Acne: lise bacteriana pela ação direta sobre as protoporfinas IX, induzindo à formação de EROs. Ação queratolítica, reduzindo hiperqueratinização folicular;
  • Rejuvenescimento: proporciona dupla ação sobre fibroblastos, em especial na derme papilar, melhorando a reologia da matriz extracelular e a síntese de colágeno do tipo I. Redução da hiperqueratinização.

Os principais protocolos de uso da terapia fotobiodinâmica são: Wrinkles, dedicado para fotorrejuvenescimento com a luz vermelha; Dark Spots, para o tratamento de melasma, melanoses e hiperpigmentação com a luz verde; Redness, para rosácea e cuperose com a luz amarela; e Blemish, para o tratamento de acne, feito com a luz azul. 

Como a terapia fotobiodinâmica age na pele?

Em um primeiro momento, é feita a limpeza e a higienização da área da pele que será tratada. Depois, o médico aplica uma mescla de ácidos que agem como peeling e devem ser mantidos na pele por cerca de 15 minutos.

Após retirar o produto, deve ser aplicado o sérum ativador já em ambiente escuro, de modo que seja completamente absorvido até chegar ao seu alvo para poder agir facilitando a absorção da luz que virá na sequência. 

Ao ligar a máscara de HDD, o médico deve selecionar o tratamento desejado e a máscara ficará ativa, desligando automaticamente em 15 minutos. No protocolo Dark Spots, para o tratamento de melasma, ainda após a remoção da máscara, ocorre a aplicação de um novo produto na região a ser tratada, permanecendo na pele durante oito horas. Nesse caso, a última etapa do tratamento é realizada pelo paciente em sua casa, no home care diário e específico para cada problema de pele

Vantagens para os dermatologistas

Entre os benefícios que o tratamento com a terapia fotobiodinâmica oferece aos profissionais que utilizam a técnica em seus consultórios está o fato de ela ser uma ótima maneira de associar tecnologias ao tratamento domiciliar para melhores resultados aos pacientes, principalmente aqueles que preferem algo menos agressivo ou ablativo.

Além disso, o tratamento é muito versátil e pode ser realizado como monoterapia ou em associação a outros procedimentos. 

Quer oferecer aos pacientes do seu consultório ou clínica os benefícios do tratamento com a terapia fotobiodinâmica? Entre em contato com um dos representantes Ensofill e faça o seu pedido. Acesse o nosso site para mais informações. 

Crédito da Imagem: – Henadzi Pechan iStock

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *